Éfeso e seus últimos habitantes

Pirataria legítima

Lamentavelmente, o sol desapareceu e não ajudou na visita (20 TL) às ruínas da cidade greco-romana de Éfeso, ou “Efes” em turco (vem daí o nome da cerveja mais popular da Turquia, a Efes). Sendo assim, usei e abusei dos “digital effects” para intensificar as cores das fotos. Eu ia botar tudo em preto e branco para ser chique e dar uma de Sebastião Salgado dos blogs, mas mudei de idéia. Vai assim mesmo.

Éfeso foi famosa por abrigar o Templo de Artêmis, uma das Sete Maravilhas do Mundo Antigo, destruído em 401 D.C. por hooligans liderada por São João Crisóstomo (não é o mesmo das festas juninas). Naquela época ainda não havia o politicamente correto e o multiculturalismo.

Era uma das maiores cidades da Ásia Menor, com 250 mil habitantes. Roma chegou a ter um milhão no seu auge. Considerando estas proporções, era gente pracas.

Depois de um terremoto em 614 D.C., a cidade perdeu sua importância e decaiu. No século XIX, britânicos e alemães reencontraram as ruínas do Templo de Artêmis e fez-se a alegria das agências de turismo.

Biblioteca de Celsus, senador romano

Engraçado, depois de passar os últimos anos visitando ruínas romanas na Jordânia e na própria fonte, em Roma, deu uma sensação de dejà vu. Parecia que o tempo não tinha passado. Lembrei principalmente do Fórum Romano, que também visitei num dia nublado. Enfim, viagens são físicas e mentais também.

E agora vamos conhecer…

Os últimos habitantes de Éfeso

….

Momento LOL Cats. São vários gatinhos, mas repararam que são todos parecidos? Algum gato malandro deve ter tido um harém no passado.

Finda a visita, pernoite em Kusadasi, balneário e porto de cruzeiros, de onde partem vários navios para excursões pelas ilhas gregas. Fiquei no resort Charisma de Luxe, atendimento normal, buffet e acomodações ótimas. Pena que também só foi uma noite…

….

Que desperdício, não poderiam ser dez noites???

About these ads
Esse post foi publicado em Éfeso, Turquia, Viagens e marcado , , , , , . Guardar link permanente.

3 respostas para Éfeso e seus últimos habitantes

  1. Arthur, a gente não liga para fotos em dias nublados. Elas mostram que os blogueiros de viagem são seres normais! ;-) E não sei não, mas você só pode ter fotografado uns desses gatos mais de uma vez. hehe

  2. jandira teixeira disse:

    gostaria de receber informação sobre Kusadasi e canakkale. Vale a pena conhece-las?

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s