Saindo de Istambul

(Continuando o post anterior)

Do outro lado da praça, temos a Mesquita Azul, cujo nome se deve aos azulejos azuis (dã) do seu revestimento interno. Foi construída no século XVII por ordem do sultão Ahmed I, só de raiva, para fazer frente à Hagia Sofia – que também já havia sido transformada em mesquita, mas todo mundo continuava curtindo e comentando a construção no facebook e o sultão não podia conviver com isso. Inveja do pênis.

 Os seis minaretes da mesquita causaram um disse-me-disse na época. A regra era clara: as mesquitas deveriam ter no máximo quatro minaretes, exceto a mesquita da Caaba, em Meca (aquela do monolito sagrado e da peregrinação muçulmana), que tinha seis. Pegou mal para o sultão e ele resolveu o problema construindo um sétimo minarete na Caaba.

 

Detalhe interessante: o portão de entrada apresenta uma corrente, que obrigava qualquer um que viesse a cavalo a se abaixar, inclusive o sultão e sua comitiva. Assim, estabelecia-se a predominância do poder divino sobre o terreno.

Ali perto, temos as cisternas bizantinas, construídas no século VI. Na verdade, este conjunto é o maior dos inúmeros que foram construídos para evitar que a cidade se tornasse vulnerável à falta de água em caso de guerra. Isto ficou particularmente evidente em um sítio anterior, onde foi destruído o principal aqueduto de Constantinopla.

Medusa

As cisternas aparecem numa das cenas finais do filme Trama Internacional (2009), embora com a licença poética de terem sido retratadas numa localização diferente da real. Completa o conjunto o Palácio de Topkapi, aonde…. não fui. Estava cansado e não estava assimilando mais nada. Shame on me.

Um programa que também é muito legal: o Museu de Arte Moderna de Istambul, instalado num antigo armazém do porto, na cidade nova. Eu gosto de arte contemporânea. Viajo bastante, com o perdão do trocadilho. Infelizmente, não se pode fotografar lá dentro, mas o Zeca Camargo conseguiu (última foto do post)…

E quem quiser ver um pouco da Istambul contemporânea, pode pegar o metrô e descer na estação de Levent, onde ficam os modernos prédios de escritórios e shopping centers – inclusive o Kanyon Mall, cujo projeto venceu prêmios arquitetônicos em 2006.

 

Porque se chama “Kanyon”?… 

A essa altura, o leitor que já foi a Istambul está me xingando, e o que ainda não foi arquivou a idéia. Não me levem a mal, Istambul está muito longe de ser “desrecomendável”. Mas para mim não bateu. Não fedeu e nem cheirou; foi neutra. Vão e tirem suas conclusões. Mas eu trocaria duas noites em Istambul por mais duas em Bodrum

Esse post foi publicado em Istambul, Turquia, Viagens e marcado , , , , , , . Guardar link permanente.

7 respostas para Saindo de Istambul

  1. Roadrunner disse:

    Está aqui um compêndio sobre Istambul!
    Mas vejo que a cidade está muito mais evoluída (ou involuída, depende da perspectiva…) do que eu conheci há cerca de 10 anos atrás. Diria que com mais modernices…

    Saudações!

    • Arthur "H" disse:

      Oi Roadrunner, diria que é apenas um “folder”, e não um compêndio. Não alcançaria tanto ;)
      Mas a modernidade é o destino, estamos condenados a ela.
      Valeu! Abs

  2. Sani Hadek disse:

    Ola Arthur,
    Que post bacana sobre Istambul! Ja tem algum tempo que estou querendo visitar a cidade, e semana que vem estou indo para a Turquia! Otimo post pre-viagem!!! Lindas fotos tb!
    Abracos,
    Sani
    Caindo no Mundo – Viagens

  3. philmuller disse:

    Arthur, acredito que li todos seus excelentes posts sobre a Turquia e gostei bastante dos seus relatos!

    Pergunta rapida, 2 dias inteiros na Cappadocia é suficiente ou acredita que adicionando um terceiro seria ideal?

    Abc

    • Arthur "H" disse:

      Phil, desculpe a demora, seu comment caiu no spam. Acho que dois dias inteiros na Capadócia realmente já está de bom tamanho, dá para ver tudo e voar de balão!
      Abs e boa viagem!

  4. Pingback: Turquia: Planejamento | Siamo Arrivati

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s